O Lenço do Desbravador

Publicado 5 de outubro de 2009 por Gilberto Junior
Categorias: Classes Agrupadas (Requisitos)

Ao longo da História, muitas organizações têm usado um lenço (de diversas cores e formatos) sobre os ombros para ornamentar, aquecer o pescoço e vários outros fins. Como as Tribos indígenas da América Latina; Cowboys e vaqueiros do Velho Oeste; O Exército inglês e a Guarda Vermelha da China; O Exército americano (lembra do seriado Rim-Tim-Tim?); Lampião e os cangaceiros; Os marinheiros e gaúchos; Os Lobinhos e Escoteiros; Os clubes de Desbravadores e Aventureiros. Mas recentemente o Escotismo (fundado por Baden Powel em l907) popularizou essa prática e os Desbravadores (Organização Juvenil da Igreja Adventista do Sétimo Dia) adotaram cedo o lenço provavelmente inspirados neles. É interessante que cada Grupo Escoteiro confecciona seu lenço de uma cor diferente, enquanto os clubes de desbravadores usam no mundo todo a mesma cor.

O lenço do Desbravador exemplifica os mais elevados princípios desse movimento e torna-se um elo de união entre seus participantes.

 SIGNIFICADO E FINALIDADE

 O lenço “é a identificação mundial dos desbravadores.”

O formato triangular simboliza a perfeição da Trindade (Pai, Filho e Espírito Santo)

O tripé da Educação (física, mental e espiritual).

O globinho a Organização Mundial dos Desbravadores

A a cor amarela (excelência de seus ideais);

Azul (lealdade a Deus, aos pais e a Igreja).

 O LENÇO DO LÍDER

 No lenço de Líder a borda vermelha lembra a “liderança do servo, ensinada por Cristo”; as tarjas coloridas e estrelas simbolizam as seis classes Regulares (Amigo, Companheiro, Pesquisador, Pioneiro, Excursionista e Guia) o octógono à Liderança Mundial dos Desbravadores e o reconhecimento do Líder para investir. Ambos devem ser usados com “uniforme oficial e de atividades. Quando necessário também poderá ser usado outra roupa, desde que a mesma combine com os princípios dos desbravadores e que a pessoa que o usa esteja envolvida em atividades do clube.” Podemos afirmar ser o lenço a peça mais importante do uniforme. Somente quando o membro aspirante o recebe sobre os ombros é considerado de fato um desbravador e investido de autoridade para participar de todas as atividades do Clube Local e do Movimento Internacional. Essa primeira conquista torna-se a motivação para todas as demais. Sendo o símbolo visual mais marcante e identificatório do Clube, o lenço deve ser almejado pelo juvenil que ingressa e respeitado por sua alta significação. Quando possível ele é presenteado ao novato e recolhido se este desonra os ideais nele representados. Em atitudes indignas ou indisciplina exagerada mesmo quem “comprou” perde o direito de usá-lo. Mudando o comportamento e refazendo o processo pode-se reconquistá-lo.

 “O lenço amarelo (cor do fogo) representa a vida e o coração do desbravador. O lenço está para o juvenil como a aliança para o noivo, é um símbolo de sua união e fidelidade ao clube. O lenço é a tocha ambulante que inflama no desbravador o desejo de viver elevados ideais. O lenço é ao mesmo tempo a gravata e a coroa da farda do desbravador. O lenço é a porta de entrada no clube de desbravadores e a fechadura que nos prende a ele”

 ALGUMAS REGRAS IMPORTANTES PARA SE USAR O LENÇO

Compreender e viver os ideais dos Desbravadores para ter o direito de usá-lo.

Cumprir o Cartão de Lenço e ser investido

Não usá-lo sujo, amassado ou rasgado.

Usá-lo com uniformes oficial, de atividades e como identificação visual

Usar o prendedor oficial e não outros objetos (aliança, pedaço de mangueira…)

Tirá-lo em atividades que possam estragá-lo ou perdê-lo

Guardá-lo em local apropriado após o uso.

Adaptá-lo a necessidades reais (fazer um torniquete, uma tipóia…) mas não a afazeres comuns (como flanela, avental…)

Aspirar e conquistar o Lenço de Líder.

Se abandonar o Clube ou seus princípios devolve-lo a direção.

 CURIOSIDADES

  • A tradicional “saudação do lenço” é feita em camporis e momentos especiais, ao comando os desbravadores balançam bem alto o lenço segurando em uma das pontas. Nas investiduras de líderes, o lenço de Líder é colocado sobre o lenço de desbravador, que é então retirado e substituído pelo novo.
  • Em casos muitos especiais (grande contingente, vários clubes etc) o Líder pode autorizar um ancião ou membros da Diretoria para ajudá-lo a investir somente no lenço. Em países ou regiões onde o uniforme não pode ser usado (por causa de conflitos, etc) o desbravador mantêm o lenço como identificação.
  • Agora há duas opções de prendedor: de metal ou tecido bordado. O escolhido deve ser usado por todo o clube.
  • As unidades podem confeccionar seu próprio prendedor para usá-lo somente com uniforme de atividades. Sugestões: em couro, madeira, cordão trançado, borracha etc. Nenhum clube pode produzir um “lenço paralelo”, somente o lenço oficial pode ser usado.

CARTÃO DE REQUISITOS

 Estar no Clube a pelo menos 60 dias.

Decorar o voto e a Lei dos Desbravadores

Decorar e cantar o Hino dos Desbravadores.

Conhecer e explicar os símbolos dos Desbravadores

Conhecer e explicar a Bandeira dos Desbravadores

Conhecer e explicar a Saudação dos Desbravadores

Conhecer o uso, significado e confecção do Uniforme

Possuir Uniforme completo

Ter, no mínimo, 10 anos de idade 

Estar em dias com as taxas do Clube

ESTUDO DA BIBLIA

Ter uma Bíblia

Decorar e apresentar 4 versos bíblicos

Estar em dias com a Leitura Anual da Bíblia

HISTÓRIA DOS DESBRAVADORES

Explicar a estrutura Administrativa dos Desbravadores

Conhecer o surgimento e a História dos Desbravadores

 CIVISMO E ORDEM UNIDA

Decorar e cantar o Hino Nacional Brasileiro

Conhecer a composição da Bandeira Nacional

Conhecer o Código de disciplina do Clube

Conhecer e executar os comandos básicos de Ordem Unida

 RESPOSTAS

 HINO

 Nós somos os Desbravadores,

Os servos do Rei dos Reis!

Sempre avante assim marchamos,

Fiéis às Suas Leis.

Devemos ao mundo anunciar

As novas da Salvação;

Que Cristo virá em breve

Dar o Galardão.

 SIMBOLO

  O TRIÂNGULO VERMELHO (sacrifício) a Lembra-nos de Cristo: “Por que Deus amou o mundo de tal maneira que deu O Seu Filho unigênito para que todos o que n’Ele crê não pereça, mas tenha a vida eterna”. (João 3:16). b. “… apresenteis os vossos corpos por sacrifício vivo,m santo e agradável a Deus.” (Romanos 12:1).

 TRÊS LADOS

A Totalidade da Trindade – Pai, Filho e Espírito Santo.

Tripé da educação:

FISICO – Acampamentos, trabalhos manuais, enfoque sobre a saúde.

MENTAL – Habilidades e especialidades.

ESPIRITUAL – Ação missionária e desenvolvimento espiritual pessoal.

OURO – AMARELO (excelência) a “Aconselho-te que de Mim compres ouro refinado pelo fogo para te enriqueceres.” (Apocalipse 3:18). b. Padrão de medida. O Clube de Desbravadores possui elevados padrões para ajudar a edificar um caráter íntegro para o reino do céu.

ESCUDO (proteção) a Na Escritura, Deus é sempre chamado de Escudo para Seu povo. “Não temas… eu Sou o teu escudo.” (Gênesis 15:1). b. “Embraçando sempre o escudo da fé, com o qual podereis apagar os dardos inflamados do Maligno. (Efésios 6:16)”.

ESPADA (Bíblia) a A espada é usada na guerra. Uma batalha é sempre ganha pelo ataque. Estamos em guerra contra o pecado e nossa arma é a Palavra de Deus.

BRANCO (pureza)

“O vencedor será assim vestido de vestiduras brancas.” (Apocalipse 3:5).

Desejamos possuir a pureza e a justiça da vida de Cristo em nossa vida.

AZUL (lealdade)

É objetivo do Clube de Desbravadores ajudar e ensinar a lealdade a nosso Deus no céu; Nossos pais; Nossa Igreja.

A lealdade é definida como um reflexo do caráter de nosso Verdadeiro Líder.

 TRIÂNGULO INVERTIDO

a) A ordem inversa de importância ensinada por Jesus que é contrária ao ensinamento do mundo.

b) O sacrifício do eu ao colocar as necessidades dos outros diante das nossas.

OBS: Alguns acrescentam para o Triângulo “O amor a Deus, à Pátria e ao Semelhante.”

 A SAUDAÇAO DOS DESBRAVADORES: MARANATA

 “O Senhor logo vêm”, (baseado em I Coríntios l6:22) é a única saudação “reconhecida oficialmente” pelos Desbravadores. Usada em apresentações, cumprimento entres desbravadores, permissão para entrar ou sair de forma/reuniões… “como posição para o voto… juramento à Bíblia ou para saudar um líder hierarquicamente superior… Não deve ser usada diante da Bandeira nacional ou execução do Hino Nacional”.

Feita em sentido com o braço direito levantado (inclinação de 90 ) mão espalmada e o polegar dobrado.Os quatro dedos representam os quatro “A”. m Amar r Anunciar A segunda Vinda de Cristo n Apressar t Aguardar Desbravador ajoelhado aceitando o desafio

 O UNIFORME

 O objetivo do uniforme é fortalecer os ideais e representar o Ministério Jovem Adventista. Cada detalhe representa aquilo que cremos e pregamos. Seu uso correto é primordial na boa apresentação individual e coletiva, fortalece a disciplina e bom conceito do Clube perante o público. É obrigação do desbravador zelar pelo uniforme, usá-lo corretamente e portar-se dignamente em público. Só pode ser usado atualizado, conforme o regulamento e por membros ativos do clube. Não se pode alterar nenhuma característica ou acrescentar peças com origem militar, turístico e/ou desportivo. É usado em desfiles; investiduras, campanhas evangelísticas, comunitárias e quando solicitado pela Diretoria. Não é usado antes de unir-se ao Clube, em trabalhos comerciais ou atividades particulares, onde rebaixe sua dignidade nem incompleto. Nenhum acampamento ou excursão pode ser feito sem o clube estar identificado visualmente.

Ideais

Publicado 1 de outubro de 2009 por Gilberto Junior
Categorias: Classes Agrupadas (Requisitos)

VOTO


“Pela graça de Deus
Serei puro, bondoso e leal.

Guardarei a Lei dos Desbravadores,
Serei um servo de Deus
E um amigo de todos.”

“Serei puro, bondoso e leal” e “servo de Deus e amigo de todos” é a maneira clara de dizer tudo quanto a Lei implica.

LEI

A Lei dos Desbravadores ordena-me:

Observar a Devoção Matinal.
Farei oração e estudo individual da Bíblia cada dia.

Cumprir fielmente a parte que me corresponde.
Pelo poder de Deus ajudarei os outros e farei o meu dever e compartilharei honestamente onde estiver.

Cuidar do meu corpo.
Serei temperante em todas as coisas e lutarei para alcançar uma alta norma de aptidão física.

Manter a consciência limpa.
Não mentirei, roubarei ou enganarei. Aborrecerei a conversa suja ou maus pensamentos.

Ser cortês e obediente.
Serei bondoso e atencioso para com os outros, refletindo o amor de Jesus em todas as minhas associações com os outros.

Andar com reverência na casa de Deus.
Em qualquer reunião devocional estarei quieto, compenetrado e reverente.

Ter sempre um cântico no coração.
Serei alegre e feliz e que a influência de minha vida seja como o Sol radiante para os outros.

Ir aonde Deus mandar.
Sempre estarei disposto a compartilhar a minha fé e sair fazendo o bem como Jesus fez.

ALVO

A mensagem do advento a todo o mundo em minha geração.
Meu compromisso é mostrar Cristo para o maior número de pessoas, sem perda de tempo, ajudando-os a prepararem-se para Sua volta.

LEMA

O Amor de Cristo me motiva.
É o amor de Cristo que me motiva a ser uma pessoa melhor, e também ajudar meus amigos para isso.

OBJETIVO

Salvar do pecado e guiar no serviço.

VOTO À BÍBLIA

Promedo fidelidade à Bíblia,

sua mensagem de um Salvador, crucificado

ressurreto e prestes a vir,

doador de vida e liberdade

 à todos que nEle crêem.

LEGIÃO DE HONRA

Uno-me voluntariamente à
LEGIÃO DE HONRA J.A, e pela graça e poder de Deus irei:
HONRAR A CRISTO naquilo que eu decidir VER.
HONRAR A CRISTO naquilo que eu decidir ESCUTAR.
HONRAR A CRISTO na escolha dos lugares onde decidir IR.
HONRAR A CRISTO na escolha de minhas AMIZADES.
HONRAR A CRISTO naquilo que eu decidir FALAR.
HONRAR A CRISTO no cuidado que eu dedicar ao TEMPLO DE MEU CORPO.

A Legião de Honra JA, foi adotado no Concilio Anual de 1953, pelo Concilio Consultivo de Jovens, um grupo que sentiu o renovador valor da seguinte declaração de Ellen White: “Dizei firmemente: Não passarei preciosos momentos na leitura daquilo que de nenhum proveito me será e tão somente me incapacitará para ser prestativo aos outros. Dedicarei meu tempo e pensamentos, buscando habilitar-me para o serviço de Deus. Fecharei os olhos para as coisas frívolas e pecaminosas. Meus ouvidos pertencem ao Senhor, e não escutarei o sutil arrazoamento do inimigo. De maneira nenhuma minha voz se sujeitará a uma vontade que não esteja sob a influência do Espírito de Deus. Meu corpo é o templo do Espírito Santo, e cada faculdade de meu ser será consagrada para atividades dignas.” Mensagens aos Jovens, 270

HINO OFICIAL DOS DESBRAVADORES


Nós somos os Desbravadores
Os servos do Rei dos reis
Sempre avante assim marchamos
Fies às suas Leis.  

Devemos ao mundo anunciar
As novas da salvação
Que Cristo virá em breve
Dar o galardão.

Quem foi José Bates?

Publicado 30 de setembro de 2009 por Gilberto Junior
Categorias: Classes Agrupadas (Requisitos)

José Bates (1792-1872)

jose_batesNascido em 8 de julho de 1792, na cidade de Rochester, José Bates casou-se com Prudence Nye, uma amiga de infância, em 1818.

Em 1821, Bates abandonou o uso de bebidas alcoólicas. No ano seguinte, ele decidiu não beber mais vinho e logo depois parou de mascar fumo e fumar. Parou também de usar linguagem imoral. Antes de 1838, abandonara o uso do chá e do café, e em 1843 abandonou o uso da carne. Anteriormente, tinha parado de usar manteiga, gorduras, bolos muito açucarados, queijo e condimentos.

Em 1839 se tornou milerita, dedicando total atenção ao movimento.
Ele experimentou o desapontamento em 22 de outubro de 1844 sem perder sua fé. Em 1845 decidiu guardar o sábado, por influência de um artigo de T.M. Preble.

Em 1846, Bates publicou um folheto tratando do sábado intitulado “O Sábado do Sétimo Dia, um Sinal Perpétuo”. Em estudos complementares, ele publicou um folheto sobre “O Selo do Deus Vivo”, que estabeleceu o sábado como um selo determinante sobre os verdadeiros fiéis.

Ao a Igreja se mover rumo a organização formal, o que se efetivou em maio de 1863, Bates era regularmente chamado de para assumir a presidência das conferências dos líderes das Igrejas. Ele presidiu a conferência de Battle Creek quando o nome Adventista do Sétimo Dia foi adotado para designar o corpo de guardadores do sábado que esperavam pela vinda de Cristo.

Morreu no instituto de Saúde de Battle Creek no dia 19 de março de 1872. foi sepultado ao lado de sua esposa no cemitério popular Hill em Monterey.